Wilker vai pedir que Sefaz estipule data para pagamentos em atraso dos terceirizados da Saúde

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) afirmou nesta sexta-feira (1º), durante Sessão Compensatória na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que irá se reunir com a equipe técnica da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) para tratar sobre o cronograma de pagamentos dos salários dos terceirizados de saúde, que estão há quase cinco meses sem receber. O encontro está marcado para às 15h da próxima terça-feira (5), na sede da Sefaz, e terá a presença do secretário da pasta, Alex Del Giglio, e da deputada estadual da base governista, Alessandra Campelo (MDB).

Em seu discurso na tribuna, o parlamentar criticou a forma como a atual gestão lida com a problemática dos profissionais da saúde. O parlamentar classificou como afrontoso deixar pais de família sem vencimentos, enquanto que governador se preocupa com viagens na Europa e regalias.

“Estamos na ameaça dos hospitais públicos pararem porque todo o serviço terceirizado de enfermeiros e técnicos de enfermagem estão sem receber. Enquanto isso, o Governo abre licitação para contratar jatinho e não abre mão de mimos. Isso é um contrassenso, é de uma tamanha insensibilidade”, ponderou o parlamentar.

Arrecadação histórica

O Líder da Minoria na Assembleia comentou também que vai cobrar dos técnicos da Sefaz qual é a real situação das finanças do Estado, que possui a maior arrecadação da história, mas que atrasa os vencimentos dos servidores da saúde e não controla seus gastos.

“Vou cobrar dos técnicos da Sefaz como estão as contas públicas do Amazonas. Vou questionar do secretário porque se tem uma receita superavitária e um controle desenfreado de despesas, além de deixar mais de seis mil profissionais de coração apertado, sem saber se vão passar um Natal e Ano Novo de forma digna”, ressaltou Barreto.

Sugestão para pagamento

No último dia 17 de outubro, em reunião na sede da Secretaria de Saúde do Estado (Susam) com representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT-AM), o secretário Rodrigo Tobias e parlamentares da base do Governo acertaram, ficou acordado que o possível pagamento dos funcionários seria divulgado no dia 22 de outubro.

Na ocasião, o deputado Wilker Barreto sugeriu que os vencimentos atrasados desde julho fossem pagos pelo governo até outubro e os salários de novembro, dezembro e o 13º deveriam seriam pagos pelas empresas. Até o presente momento, o Executivo não apresentou nenhuma definição sobre os pagamentos.

“Se passaram todos esses dias e o cronograma sequer foi discutido, elaborado, pronto. Os terceirizados já estão desesperados com essa indefinição, todos os dias a presidente do Sindicato vem aqui cobrar a data de pagamento. O Governo não está preocupado com a categoria. Pais de famílias estão sendo despejados. O governo precisa dar um basta nisso”, finalizou Wilker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *