Sisreg ainda é um sério problema no Amazonas, aponta Mayara Pinheiro

Diminuir a fila de espera por consulta aqui no Estado, que dependendo da especialidade pode variar entre seis e oito meses. Este é um dos principais objetivos da deputada Mayara Pinheiro Reis (PP), na presidência da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Durante a abertura da Oficina de Planejamento para o biênio 2019-2020, na Escola do Legislativo, na Aleam, a parlamentar falou sobre a preocupação deste e outros problemas na saúde do Estado.

“Além das consultas, a regulação dos leitos também nos deixa em alerta. Como médica, acredito ser muito trabalhoso esse processo de internação. Existem outras questões que também precisam de solução. Por isso, queremos ouvir a opinião de todas, as demandas, para definirmos uma estratégia rápida em área carente como a saúde”, pontuou Dra. Mayara.

Participaram da atividade, representantes das secretarias Estadual e Municipal de Saúde, do interior do Estado, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Amazonprev, além de instituições e Organizações não Governamentais ligadas ao setor. Para o coordenador da comissão, Celso Cabral, o público presente foi bem diversificado, mas com demandas relacionadas à saúde.

“ Nós utilizamos aqui o método Brainstorm que é um apanhado de ideias. Nós queremos aqui captar a visão de todos os presentes nas políticas públicas e trabalho no terceiro setor. Assim, vamos produzir soluções” explicou Celso. Nestes quase dois meses de trabalho, várias visitas às unidades hospitalares de saúde já foram feitas para entender a realidade do segmento na capital, e claro no interior.
Com esse planejamento na comissão, a ideia é deixar um legado nesses dois anos. “Quando assumi a presidência da comissão, pedi um resumo das ações anteriores e não recebi nada. A minha ideia é definir um plano de ação para que o trabalho tenha continuidade”, ressaltou a deputada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *