Silves e Itapiranga terão ganhos milionários com exploração do Gás Natural, diz Josué Neto

Os municípios de Silves e Itapiranga (distantes 203 e 225 quilômetros de Manaus), e que ficam localizados no coração do Campo do Azulão, receberão aporte financeiro de aproximadamente R$ 25 milhões cada um, com a exploração do Gás Natural pela empresa Eneva, informou o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto, em discurso na manhã desta quinta-feira (17) no plenário da Casa.

Josué Neto acompanhou o evento que marcou o começo das obras na reserva, na manhã dessa quarta-feira, no município de Silves. No local, também esteve o ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque.

“Vivenciamos o marco zero da exploração do gás natural no Amazonas. É um momento de integração entre a iniciativa privada e o poder público, onde nosso Estado será muito beneficiado. Esses dois municípios terão um auxílio de aproximadamente R$ 25 milhões cada um, advindos de arrecadação com ISS e demais impostos”, enfatizou Josué Neto.

O parlamentar lembrou que em um primeiro momento, o Amazonas não terá o gás natural retirado do Campo do Azulão sendo manufaturado para comercialização local, já que, por questões de política da empresa Eneva, ele será destinado ao mercado do Estado de Roraima. “É uma empresa 100% nacional, que chega ao Amazonas em um momento em que o Governo Federal estimula a iniciativa privada a trabalhar para melhorar seus serviços, onerando os gastos da máquina pública”, ponderou Josué Neto.

Energia Limpa

Além dos benefícios econômicos ao Estado, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Josué Neto, destacou o gás natural extraído do Campo de Azulão como um aliado do meio ambiente. “Gera energia limpa e não causará prejuízos às futuras gerações”, comemorou Josué Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *