Secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência recebe medalha Ruy Araújo na Aleam

A homenagem proposta pela deputada Mayara Pinheiro ressaltou a luta pelos direitos das pessoas com deficiência e a dupla jornada de Viviane Pereira da Silva Lago Lima, como mãe e secretária estadual. Para Mayara Pinheiro, Viviane Lima é um exemplo de vida e superação e que deve ser referência tanto no cuidado com as filhas quanto à frente da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, cargo o qual assumiu no início do ano. A medalha do Mérito Ruy Araújo entregue, nesta teça-feira (20), simboliza uma vida de dedicação à causa e à família.
“Desde o início me encantei com o trabalho e com a história de Viviane. Você defende uma bandeira com muito amor e inspira muitas mães a lutarem contra as dificuldades que é, nesse país, ter um filho com deficiência ”, ressaltou a deputada. Viviane nasceu com uma escoliose muito acentuada, ou seja, uma perna maior do que a outra. Desde pequena sofreu com a diferença, mas isso jamais a impediu de lutar pelos sonhos dela, como cursar administração e ter uma família. Hoje com 39 anos, Ela é mãe de três filhas, sendo duas delas Ana Victoria, 20 anos, e Maria Luiza, 17, com microcefalia; uma condição neurológica rara em que a cabeça e o cérebro do bebê são significativamente menores do que os de outras da mesma idade e sexo. As meninas frequentaram escolas normais apesar de dificuldades com a atual metodologia de ensino, que ainda necessita de melhorias para atender a demanda de alunos especiais. “Nunca foi fácil, mas sempre me dediquei e tenho a certeza que fiz a melhor escolha da minha vida. Sei um pouco de cada coisa, um pouco de terapia ocupacional, um pouco de fonoaudiologia, enfim acredito que sou PHD e mãe”, explicou Viviane. Ativista incondicional da causa das pessoas com deficiência, a secretaria tem reconhecimento nacional e internacional, sendo pioneira na divulgação nas redes sociais de experiências neste segmento. Essa relação com uma causa tão nobre começou quando ela descobriu, na primeira gravidez, há vinte anos, e se intensificou quando, em 2015, houve uma epidemia dessa má formação congênita, principalmente no Nordeste do País. Foi nesse momento que o lado mãe tomou força e Viviane se colocou no lugar de milhares de mães, que como ela, enfrentam o preconceito e uma dura realidade no Brasil: ter um filho com deficiência. Ela começou a dividir a vivência e atraiu milhares de seguidores, tornando-se pioneira neste tipo de causa, com a criação, em dezembro de 2015, do grupo ‘Mães de Anjos Unidas’, que conta com mais de três mil mamães em todo o país, e até em alguns lugares do mundo. “A vida de Viviane Lima ultrapassou fronteiras e não vou me cansar de repetir que a garra dessa mulher é uma inspiração para todas nós. Como deputada, me comprometo em ajudar nessa causa tão nobre, buscar leis que assegurem os direitos das pessoas com deficiência; e quem sabe atrair mais mulheres como Viviane, para fazermos a diferença no nosso Estado e quem sabe no país”, concluiu Mayara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *