Robô humanoide é desenvolvido em Manaus

Um robô com características humanas está sendo desenvolvido no Laboratório de Robótica Aplicada da Faculdade Fucapi em Manaus. A ideia é construir um robô de 1,70 metro de altura, de 50 kg a 60 kg e com inteligência artificial que, além de se movimentar, poderá reconhecer rostos e vozes.

Foto: Divulgação

O processo de criação do protótipo está passando pela fase de modelagem, onde é feita a definição de como o robô será construído e o levantamento de materiais necessários. No início de agosto, a equipe deve começar a construir o robô para que em setembro e outubro sejam feitos os testes. A construção do projeto está dividida em quatro partes: braços robóticos; pernas robóticas; tronco e energia; e cabeça e inteligência. A expectativa é de que até novembro o projeto seja concluído, pois será apresentado no 5º Encontro Regional de Engenharias 2017 (Encoeng), promovido pela Faculdade Fucapi.

Sob a orientação do professor do Departamento de Elétrica e Computação da Faculdade Fucapi, Francisco Januário, o projeto envolve a participação de 15 estudantes dos cursos de Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Ciência da Computação.

O professor explicou que um dos objetivos da construção do robô é capacitar os alunos para o mercado de trabalho, colocando em prática o que eles aprendem na teoria, mas deixa claro que as intenções do projeto podem ser maiores. “Ao desenvolver esse tipo de robô, o aluno está apto, também, a desenvolver próteses para deficientes físicos, ou seja, aplicar seus conhecimentos na medicina robótica”, ressaltou Januário.

Ele destacou também que, no Brasil, não há projetos de robô humanoide completos. Algumas universidades fazem o protótipo básico para ensino de disciplinas no âmbito da engenharia, apenas, mas nada tão abrangente. Além disso, exemplificou o uso de robôs em outros países. “No Japão, já existem robôs colaborativos que auxiliam os médicos no acompanhamento de pacientes e na Alemanha podemos encontrar um robô auxiliando passageiros em um aeroporto”, ilustrou.

Os cursos de exatas da Faculdade Fucapi são muito procurados por aspirantes das áreas de engenharia e tecnologia em Manaus, visto que a instituição investe em estrutura e professores qualificados, desenvolvendo, também, diversas pesquisas e projetos no próprio campus da faculdade.

Sobre o robô

Braços robóticos: Estes membros contarão com braços, antebraços e mãos que poderão se movimentar para cima, para baixo, para a direita e para esquerda.

Pernas robóticas: Aqui serão construídos pés e pernas articuláveis, com movimentos para frente, giratório, subidas e descidas de escadas.

Tronco e energia: Nesta etapa os alunos irão desenvolver o tronco que ligará os membros e em seu interior conterá o computador de controle e o banco de baterias.

Cabeça robótica e Inteligência Artificial: A cabeça contará com um computador que irá simular o cérebro usando inteligência artificial e contará com movimentos de cima, baixo, direita e esquerda.

Mão robótica

O finalista do curso de Engenharia da Computação, Davi Coelho, já havia apresentado o protótipo de mão robótica, controlada por uma luva sensorial, na 1ª Jornada de Engenharia da Fucapi que aconteceu em maio deste ano. A estrutura conta com uma peça que se assemelha ao antebraço humano onde a mão é encaixada, permitindo a sua funcionalidade e mobilidade.

A mão robótica serviu de prelúdio para o robô humanoide, visto que os projetos desenvolvidos no laboratório são continuados, ou seja, as equipes vão aprimorando as ideias anteriores, agregando novas funções para cada uma delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *