Processo contra Platiny prescreve e juiz pede desculpa em decisão

O juiz da Vara da Auditoria Militar, Alcides Carvalho Vieira, declarou extinto o processo que o ex-deputado estadual Platiny Soares respondia em decorrência de ter liderado uma manifestação de policiais militares em 2014.

Na decisão, o magistrado cita as dificuldades que diz passar na Vara e que justificariam a demora na tramitação do processo.

Além das dificuldades do Poder Judiciário, o juiz alega também que por conta de penas tão pequenas, a “prescrição é rotina em crimes militares”.
Platiny foi denunciado por ter infringido o artigo 166 do Código Militar (publicação ou crítica indevida a superiores). A pena máxima é de um ano de detenção.

Naquele ano, Platiny se candidatou a deputado estadual. Foi eleito. Não conseguiu se reeleger em 2018. O político não faz mais parte da Polícia Militar.

Veja:

Fonte: Estado Político

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *