Prefeitura se prepara para o nível IV do Pró-Gestão

Em abril de 2020, a Manaus Previdência vai passar pelo processo de auditoria externa do Governo Federal, a fim de obter o nível IV do Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios (Pró-Gestão RPPS).

Entre as exigências para o alcance do novo nível, está a crescente qualificação dos membros do Comitê de Investimentos (Cominv) da autarquia. “É exigido que a maioria dos membros do Cominv tenham o CPA-20 da Anbima. Assim, já sugerimos aos integrantes do comitê que busquem essa certificação até o final do ano”, explica a diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon, referindo-se à certificação concedida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, destinada aos profissionais que atuam na distribuição de produtos de investimento para clientes dos segmentos varejo alta renda, private, corporate e investidores institucionais em agências bancárias ou em plataformas de atendimento.

Atualmente, todos os sete membros do Cominv já são certificados com o CPA-10, que reconhece os profissionais que atuam na prospecção ou venda de produtos de investimento diretamente para o público, em agências bancárias ou plataformas de atendimento. Com CPA-20, três membros já obtiveram o documento: o presidente Flávio Rodrigues, que também é certificado como Especialista em Investimentos (CEA-Anbima), Fernando Krichanã e mais recentemente, Carolinne Nunes.

Conforme Benayon, a direção da previdência está em busca de parceria para oferecer o curso de CPA-20 na modalidade on-line para os demais integrantes do comitê. “Quanto mais qualificados forem os membros, mais seguros serão os nossos investimentos”, destaca. “Além do que alcançando nível 4 do pró-Gestão, atingiremos o nível de investidor profissional, o que nos assegura, por exemplo, aumentar a participação da carteira em fundos de renda variável e investir em fundos de investimentos no exterior”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *