Para garantir 13º dos servidores do Estado, Saullo Vianna vota a favor do remanejamento de recursos da Afeam

O deputado Saullo Vianna, vice-líder do Governo e vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa do Amazonas, votou a favor do projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a remanejar até R$ 300 milhões em recursos da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) para pagamento do 13o. salário dos servidores públicos estaduais.

A medida se fez necessária, segundo fez questão de frisar o parlamentar, uma vez que os recursos se encontravam parados no Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Estado (FMPES). A solução partiu de uma iniciativa coletiva dos deputados que estiveram, desde o primeiro momento, dispostos em resolver a situação.

“Ao todo, serão contemplados 100 mil servidores ativos e inativos da capital e do interior. Era importante que se encontrasse uma alternativa viável para efetuar o pagamento do 13o. salário dos servidores do Estado e foi exatamente o que a Assembleia fez”, explicou.

O recurso estará disponível na próxima semana. Saullo ressaltou ainda que o remanejamento não vai comprometer as ações da Afeam. “Esse dinheiro estava parado em bancos, ou seja, não será retirado diretamente dos recursos que Afeam possui para fomentar ações de financiamento para o micro e pequeno empresário e produtores rurais do nosso Estado.”

Financiamento

A Agência de Fomento do Estado do Amazonas mantém ações em todos os municípios do Estado, com a finalidade de promover geração de emprego e renda, por meio de liberação de linhas de financiamentos de crédito.

No ano de 2019, a Afeam liberou em torno de R$ 49 milhões para o fomento de atividades a micro e pequenos empreendedores, especialmente, no setor primário.

Recentemente, a Afeam em parceria com o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) beneficiou mais de R$ 4 milhões disponibilizados aos projetos de instituições sociais tanto na capital quanto no interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *