Moradores pintam faixas de segurança nas vias públicas de Lábrea

Preocupados com questões relacionadas à sinalização de trânsito, moradores do município de Lábrea, a 702 km da capital amazonense, realizam um trabalho voluntário pintando faixas de segurança com o próprio nome, representando sinalizações fundamentais com paradas obrigatórias em algumas vias públicas da cidade, para garantir à população labreense segurança. Forma inusitada de chamar a atenção dos órgãos competentes, já que não há nenhuma sinalização de trânsito, que é de competência do estado, através do DETRAN-AM.

Há em média pouco mais de 44.000 habitantes em Lábrea, desses, várias pessoas possuem algum veículo e o maior número deles é motocicletas. Faz-se necessário saber que Lábrea possui apenas um posto do Detran que faz emplacamento e outros serviços de documentação, mas falta uma boa equipe para fiscalizar nas ruas.

Em entrevista ao Portal do Amazonas, o Comandante da 4ª CIPM DE LÁBREA, Tenente Laurênio Silva, disse que sendo realizada na sede do município a denominada “Operação Tiradentes”, que tem como objetivo em reduzir acidentes no trânsito, por meio de blitz, bem como inibir o tráfico de drogas, crimes entre outras ocorrências na cidade. A Polícia Militar do Amazonas em Lábrea, está alcançado esse objetivo no final de semana com essas operações realizadas. O índice de acidentes de trânsito, crimes e tráfico de drogas tem diminuido na cidade. Durantes esses finais de semana conseguimos efetuar a prisão de 05 traficantes e 05 chefes do tráfico de drogas e hoje o efetivo da polícia está controlando as situações envolvendo crimes e há maior sensação de segurança. Vale destacar que a Polícia Militar de Lábrea tem realizado um excelente trabalho com muita responsabilidade.

Vale ressaltar que a Av. Getúlio Vargas, no centro da cidade, e as ruas Julião Justino e Luiz Falcão, já receberam faixas com paradas obrigatórias feitas por populares.

 

Matéria : Romário Vieira / Portal do Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *