Moradores de Boca do Acre e Coari saem às ruas para declarar apoio a Amazonino

Em busca da reconstrução do Estado, o candidato Amazonino Mendes (PDT) arrastou uma multidão de moradores dos municípios de Boca do Acre e Coari, durante carreatas e comícios, realizados neste sábado (22).
Na “Rainha do Solimões” (a 444 quilômetros de distância da capital), por volta das 17h30, os moradores pararam a cidade para festejar a chegada do criador da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Ao receber gestos de carinho e palavras de incentivo, Amazonino se emocionou com o apoio declarado em Coari para a disputa do cargo de governador do Amazonas, no pleito suplementar.

Fotos: Clóvis Miranda

“Meus amigos, é uma satisfação maravilhosa para a minha alma poder retornar aqui. Não pelo sentimento de vaidade, por disputar mais uma eleição. Mas sim, pelo modo como fui recebido aqui em Coari. Lembro-me das minhas vindas à cidade para tocar o projeto Terceiro Ciclo, distribuindo rabetas, casa de farinha, entre outros implementos agrícolas, e a cidade ficava lotada de pessoas esperanças, felizes por dias melhores. Quero contar com o apoio de cada um, para juntos reconstruirmos o Amazonas”, comentou.

De acordo com o governador, a cidade tem uma natureza riquíssima, mas que ainda carece de uma gestão que dê oportunidades ao povo coariense. “Coari, pela potência econômica e pela riqueza natural que possui, já era para ter um polo industrial. A cidade precisa de gestores que olhem para o seu povo, de modo que se gere emprego e renda. Assumindo o governo, eu vou devolver o amor e a tranquilidade ao Estado, sobretudo, para os moradores de Coari”, finalizou.

Para a dona de casa, Margarete Silva, 55, somente Amazonino Mendes é capaz de dar segurança ao município. “A cidade foi tomada pela violência. No tempo dele, não havia essa onda de criminalidade nesta cidade. Tenho certeza que Amazonino vai colocar a casa em ordem e devolver a paz aos moradores de Coari”, destacou a eleitora.

Boca do Acre
Na Calha do Purus, Amazonino Mendes, pela manhã e início da tarde, foi ovacionado pela população que manifestou apoio explícito à candidatura de governador do Amazonas. O candidato informou aos moradores que irá instituir, na cidade, o curso de zootecnia na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).
De acordo com os ex-governador, Boca do Acre é o maior polo agropecuário do Estado e ainda não possui um curso de zootecnia, na UEA, criada por ele. “A cidade é a referência do Amazonas na agricultura, tem a UEA, e ainda não conta com os cursos de zootecnia ou de medicina veterinária. Os pecuaristas têm mais de 600 mil cabeças de gado e precisam de apoio do governo. É meu compromisso de lutar pela implantação do curso”, garantiu.

Recepção calorosa
Durante a passagem da “Caravana do 12”, pelas ruas do município, Amazonino foi recebido calorosamente por uma multidão de moradores que interagiram e pediram a volta do candidato ao Executivo estadual. Ele estava ao lado do ex-prefeito Iran Lima (PSD), e dos parlamentares amazonenses, senador Omar Aziz (PSD); dos deputados federais Pauderney Avelino (DEM) e Silas Câmara (PSD), e dos deputados estaduais Josué Neto (PSD), Adjuto Afonso (PDT) e Dermilson Chagas (PEN), além do secretário nacional de Educação Básica, Rossiely Soares.

Ao fim da carreata, os comunitários retardaram o horário do almoço para ouvir as propostas do líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”. “Eu me sinto vivo, rejuvenescido por momentos como esses, em que reencontro amigos, irmãos e a minha gente que clama por melhorias, por oportunidades. O momento é muito sério e pede uma pessoas que tenha compromisso com a sua gente. E eu vou lutar para reconstruir o Estado, que foi quebrado”, destacou.

Sonho
O médico Francisco Pena, 55, informou que se tornou um especialista na área da saúde graças ao olhar visionário do ex-governador ao criar a UEA. Pena ressaltou que cursou medicina na universidade estadual e daqui a dois anos verá a sua prole finalizar o curso na mesma instituição “Eu sempre tive um sonho de ser médico. Sou morador de Boca do Acre. Sou formado em história e economia pelas universidades do Acre e do Amazonas. Mas só me tornei médico graças a um homem chamado Amazonino Mendes, que lá atrás criou a UEA, dando oportunidade ao morador do interior que não tem renda para pagar uma mensalidade de R$ 10 mil. Meu filho cursa medicina na mesma universidade. Eu sou grato a este homem”, disse tom emocionado, o médico.

Agenda
Desde a última sexta-feira (21), Amazonino Mendes tem percorrido os municípios do interior do Amazonas. Na sexta, o ex-governador esteve em Humaitá. Neste sábado, ele percorreu a cidade de Boca do Acre (a 1.027 quilômetros de Manaus) e à noite fará comício em Coari. No domingo, o candidato estará em Borba e Autazes, onde vai defender as propostas para reconstruir o Amazonas em 12 meses.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *