Mais de 400 pessoas ficam desalojadas após queda de pedra

Moradores do bairro São Torquato tiveram de deixar suas casas depois que uma enorme pedra rolou do Morro da Boa Vista; não há notícias de mortos

VITÓRIA – Mais de 400 pessoas estão desalojadas desde que uma enorme pedra caiu do alto do Morro da Boa Vista, no final da tarde desta sexta-feira, dia 1º, no bairro São Torquato, em Vila Velha, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo. Por enquanto, não há notícias de mortos, mas a Prefeitura de Vila Velha e o Corpo de Bombeiros não descartam a possibilidade de haver vítimas em meio aos escombros.

O incidente aconteceu por volta das 18h40. Moradores relataram à reportagem que a sensação era semelhante a um terremoto. O clima no bairro é de medo e insegurança, pois outras pedras menores podem cair do alto do morro, segundo os bombeiros que estiveram analisando hoje o local. Ao todo, 414 pessoas estão desalojadas. Algumas famílias foram para casas de parentes ou amigos e 22 pessoas estão abrigadas na unidade de Ensino Fundamental Juiz Jairo de Mattos Pereira, no próprio bairro.

A dona de casa, Nanci Ribeiro, de 44 anos, contou que o barulho foi muito alto quando a pedra começou a rolar e saiu correndo com a filha. “Só deu tempo de tirar a minha filha de dentro do quarto e correr para a rua. Não peguei nenhum documento, nada. As pessoas gritavam dizendo que estava desabando tudo, eu só pensei em correr. O barulho era muito alto. Vi pessoas pulando de janelas e de lugares muito alto. Parecia um filme de terror”, revelou a dona de casa, que seguiu para a casa do irmão, em Vitória.

Drone. A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) informou que cinco pessoas precisaram ser atendidas pelo Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e outras dez, com ferimentos leves, acabaram socorridas por populares. Segundo o prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda (DEM), a pedra gigante que rolou do morro está escorada em outra menor, mas em local muito crítico, com muitas casas em volta. Por causa do risco, a prefeitura determinou o isolamento de uma área de 80 metros ao redor da pedra.

“Ainda não sabemos o que realmente aconteceu para que essa pedra caísse lá de cima. Estamos concentrados em evitar que ela continue descendo. Sobrevoamos a área e um drone está sendo usado para ajudar a planejar o que vamos fazer. Está prevista uma chuva durante à tarde, se isso acontecer, a situação pode se complicar, mas esperamos que não”, afirmou o prefeito.

Cães da Defesa Civil fizeram ontem e hoje uma varredura no local em busca de possíveis soterrados. As buscas continuam no decorrer da tarde.

 

Com Informações do Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *