Gilvandro Mota desafia Chico Preto a dar “nome aos bois” sobre cobrança de propina

O vice-líder do prefeito Arthur Neto (PSDB) na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Gilvandro Mota (PTC) prometeu ocupar a tribuna nesta terça-feira (13), para cobrar novamente do vereador Chico Preto (sem partido) para que o mesmo “dê nome aos bois” e diga quem paga e recebe propina no sistema de transporte coletivo de Manaus.

Ontem (12), Gilvandro Mota já tinha reagido ao discurso de Chico Preto (sem partido), que afirmou que há um esquema de cobrança e de pagamento de propina no sistema de transporte coletivo da capital.

“Na condição de vice-líder do governo preciso me contrapor ao que foi dito. O vereador que veio à tribuna deveria apontar quem foram essas pessoas que tiraram proveito da questão do transporte com corrupção e recebimento de propina. Se alguém recebeu propina, quem recebeu? É preciso que se diga, pois se alguém vem à tribuna desta Casa, na frente deste colegiado afirmar isso, precisa apontar quem recebeu, ou pelo menos onde há uma suspeição”, disse Gilvandro.

Chico Preto, por sua vez, diz que vai aceitar o desafio e promete não ficar só na falácia.  Diz que pode pedir a instalação de uma CPI do transporte coletivo na CMM, isto porque, segundo, ele o sistema está falido, corrompido e presta desserviço à população de Manaus.

Chico Preto lembra que diariamente uma média de dez coletivos “pregam” nas ruas de Manaus. Outros pegam fogo e outros causam acidentes por falta de manutenção e de investimentos por parte de empresários.

Dessa vez parece que o discurso de Chico Preto vai em frente porque o próprio prefeito Arthur Neto perdeu a paciência com os empresários de ônibus de Manaus e já decretou uma intervenção “branca”. Arthur promete   endurecer ainda mais ameaçando por pra fora de Manaus  as empresas que operam no sistema de transporte aqui na capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *