Feira do produtor abandonada pelo poder público em Pauini

Em Pauini (distante 923 quilômetros de Manaus em linha reta), existe uma série de obras públicas não acabadas, ou malfeitas, ou acabadas e sem uso. Os exemplos são muitos: a casa do idoso que está só o esqueleto, a obra do porto (Orla Fluvial) na cidade baixa que não serve para nada, o asfaltamento das vias públicas que não duram sequer um ano, dentre muitos outros exemplos.

Mais o que é pior mesmo são as obras concluídas que ficam abandonadas pela administração pública como é o caso da feira do produtor (Feira Municipal Manoel Otério Moledo) situada no bairro Pantanal. Nela, a maioria dos boxes passa o tempo todo fechado. Os poucos que funcionam estão nas mãos de passoas dedicadas que mesmo sem o apoio da gestão pública se esforçam para manter lá suas atividades, enquanto isso as pessoas ocupam as vias públicas para comercializarem o pescado nem sempre em condições adequadas de higiene.

Recentemente a feira do produtor tem servido apenas de cabide de emprego, já que existem servidores contratados e lotados na feira sem nenhum trabalho efetivo realizado pela prefeitura para viabilizar o funcionamento do local. Todas as obras públicas acima citadas representaram um gasto de dezenas de milhões de reais sem que a população pauiniense tire desse recurso qualquer benefício.

A reportagem do Portal do Amazonas tentou manter contato com o secretário de abastecimento, mas não obteve contato para maiores informações.

Matéria : Romário Vieira / Portal do Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *