Eletrobras Amazonas sai do 15º para o 4º lugar no ranking da ANEEL

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou, em seu portal na internet, o ranking das concessionárias de distribuição de energia elétrica do país em relação à qualidade do serviço prestado em 2015. A Eletrobras Distribuição Amazonas foi destaque no ranking na reguladora, saltando de 15º para o 4º melhor desempenho global entre as 36 maiores distribuidoras de energia elétrica com mercado faturado acima de 1 TeraWatt/hora (TWh).

O ranking da ANEEL avaliou todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2015. Os números positivos da Eletrobras Amazonas impressionam: em 2014, a distribuidora interrompeu o fornecimento, em média, 37 vezes somando 55 horas sem energia no estado; Em 2015, o índice caiu para 29 interrupções e uma média de 46 horas.

O desempenho global das concessionárias leva em consideração os indicadores de continuidade e os limites estabelecidos pela ANEEL. Nesse caso, o desempenho da empresa foi o 4º melhor entre as concessionárias de mesmo porte.

Para o presidente da Eletrobras Distribuição Amazonas, Antônio Carlos Faria de Paiva, os resultados positivos da empresa no ranking da ANEEL já é o reflexo de um trabalho intenso para a melhoria do sistema como um todo. “A Eletrobras Amazonas, com o apoio irrestrito do Ministério de Minas e Energia, está investindo pesado na distribuição de energia na capital e na geração e distribuição de energia no interior do Estado”, afirmou o presidente.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, destacou os investimentos no sistema elétrico do Amazonas. “Esta semana, estarei em Manaus para participar de um evento muito importante para o interior do estado que será a entrega de 159 novos grupos geradores que serão instalados em 91 localidades do Amazonas”, destacou.

Eduardo Braga informou que serão contemplados com os novos equipamentos os 57 municípios amazonenses que possuem sistemas isolados de geração de energia atendidos pela Eletrobras Distribuição Amazonas. “Esta ação do Ministério de Minas e Energia soma investimentos da ordem de R$ 100 milhões. É com esse trabalho sério e comprometido que estamos mudando a realidade energética do Amazonas, atraindo mais investimentos no interior, incremento da economia, geração de emprego e renda, e mais qualidade de vida para a população”, disse Eduardo Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *