Com Joel Lobo inelegível por improbidade administrativa, César Lins desiste de sua chapa para eleições no Careiro Castanho

O tabelião César Lins, que era pré-candidato a vice-prefeito em Careiro Castanho teve de desistir de seus planos, uma vez que Joel Lobo, que seria o cabeça de sua chapa, foi condenado mais de uma vez pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) por improbidade administrativa e está inelegível.

Com isso, se especula se César irá compor chapa com algum outro candidato. Joel Lobo teve as contas reprovadas pela Câmara Municipal de Careiro e TCE com aplicação de multas nos valores de R$ 13.152,36 e R$ 8.768,25.

Joel Lobo também já foi condenado a de devolver aos cofres públicos R$ 859,7 mil em multas e alcance devido a irregularidades encontradas nas contas da prefeitura referentes ao exercício de 2012.

Entre as impropriedades apontadas pelo TCE estão diferenças entre valores do Fundeb e Fundef aplicados pela prefeitura e os valores comprovados in loco pela comissão de inspeção da Corte de Contas, em desacordo com a Lei nº 11.494/2007, além de atrasos no encaminhamento dos registros analíticos contábeis via sistema ACP e de déficits na Execução Orçamentária do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *