Com decisão do TSE, Abdala Fraxe se mantém na Aleam

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou de forma definitiva, na noite desta terça-feira (4), a posse do deputado estadual reeleito Abdala Fraxe. Por unanimidade, a Corte derrubou o agravo do filho do ex-deputado Walzenir Falcão, Tiago Falcão, que tentava ficar com o mandato alegando que Abdala estava inelegível quando disputou as eleições deste ano.

Em abril de 2017, Fraxe foi condenado por formação de cartel no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, após as investigações da “Operação Carvão”. Abdala conseguiu suspender a condenação por crime contra a economia popular na justiça com decisão de liminar em habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O Ministério Público Eleitoral ingressou com pedido de impugnação da candidatura. No dia 7 de outubro, mesma data da votação do primeiro turno das eleições, o TRE-AM decidiu, em sessão extraordinária do pleno, negar o registro de candidatura. A decisão foi unânime. Abdala pode ser votado, mas os votos não foram computados porque a candidatura estava sub judice.

No início de novembro, o TSE determinou que a candidatura do deputado fosse deferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). Abdala conseguiu votação para reeleição, mas teve candidatura negada na Justiça Eleitoral. Com a nova decisão, o deputado estadual poderá continuar em 2019 na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). A diplomação dos eleitos no pleito deste ano acontece no próximo dia 17 na sede do Tribunal de Contas do Estado, zona centro-sul de Manaus.

 

 

 

Com informações do BNC e G1 Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *