Chico Preto recorrerá ao Ministério Público contra parada ‘Dubai’

O vereador Chico Preto irá protocolar nesta sexta-feira (23), uma representação junto ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para que o órgão averigue se o valor de R$ 207 investido pela Prefeitura de Manaus na construção de uma parada de ônibus da Ponta Negra, condiz com a obra inaugurada na última quarta-feira (20).

Segundo o parlamentar, a decisão de recorrer ao MP se deu após a omissão da Câmara Municipal de Manaus (CMM), por intermédio da Comissão de Serviços e Obras Públicas, em fiscalizar a construção da parada de ônibus “estilo Dubai”, que foi alvo de críticas dos manauenses. Além disso, após o prefeito Arthur Neto determinar, em entrevista a um veículo de comunicação local, que o serviço fosse finalizado em 24 horas, circularam vídeos nas redes sociais de funcionários da Secretaria de Infraestrutura trabalhando na obra.

“Como a Câmara se nega a fazer seu papel e o presidente da Comissão de Obras estava lá na inauguração da parada aplaudindo o prefeito, irei ao Ministério Público pedir que ele faça o papel de fiscalizar essa obra”, disse.

Durante esta semana, o vereador usou a tribuna da CMM para criticar a decisão de investir um alto valor na construção de uma parada de ônibus na Ponta Negra. Na ocasião, Chico Preto lembrou que, de acordo com a tabela de preços da Prefeitura, com R$ 207 mil daria para construir 20 abrigos de ônibus ou reformar 70 paradas.

“Muitos ficaram constrangidos com a construção de uma parada estilo Dubai na Ponta Negra em detrimento de bairros e comunidades em Manaus que sequer têm abrigo. Aí você tem uma parada estilo Dubai e ônibus estilo Índia que prega 15 quilômetros na frente. Você sairá de uma parada top das galáxias num ônibus que paga fogo e quebra lá na frente. Há um grave equívoco de prioridade do senhor prefeito”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *