Chico Preto diz que Lava Jato é um patrimônio da nação brasileira

O vereador Chico Preto (PMN) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta segunda-feira (10), para prestar apoio à Operação Lava Jato, após o site The Intercept Brasil vazar possíveis conversas entre integrantes da força tarefa, onde o ex-juiz Sérgio Moro orientava a atuação do Ministério Público Federal (MPF). Segundo o parlamentar, o diálogo entre juízes e promotores é natural no desenrolar de um processo e o caso não fere a imagem da Lava Jato, que segundo ele é um patrimônio da nação brasileira.

“Nenhuma linha sequer daquilo que o The Intercept Brasil escreve – sobre diálogo entre juízes e promotores envolvidos na Lava Jato – compromete a lisura de tudo aquilo que já foi provado e decidido. Advogados, promotores e juízes dialogam sim no âmbito do processo. Eu sou advogado e sei do que estou falando. Esse é um diálogo natural. Querer colocar isso como se fosse algo absurdo é querer criar uma insegurança desnecessária no país, mas não vão conseguir. Os homens e mulheres de bem e decentes deste país vão apoiar a Lava Jato até o fim”, afirmou.

Chico Preto lembrou ainda que todas as condenações no âmbito da Operação Lava Jato foram sentenciadas e confirmadas posteriormente por Tribunais Regionais Federais e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Somente aqueles que ainda persistem num Brasil de jeitinhos, de toma lá dá cá, se incomodam com os acontecimentos em torno da Operação Lava Jato”, disse.

Relação suspeita

Chico destacou, ainda, que o The Intercept Brasil é comandado pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald que é marido do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), suplente de Jean Willys.

“Está claro que o interesse do Intercept Brasil é tumultuar um Brasil que já está tumultuado, gerando um fato absolutamente desnecessário para um país que está tentando se aprumar do ponto de vista da economia, da sua política e sua administração. Essa política rasteira, da companheirada, é o que a Lava Jato está combatendo”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *