Celular e álcool: combinação explosiva – Por Lene Campos

Nós mulheres aprendemos tantas coisas nas ultimas décadas.

A cozinha já faz parte do passado ou nunca fez parte da vida de muitas de nós. Dominamos tecnologias, áreas complexas e entendemos de coisas que os homens deixam a desejar.

Lene Campos  Trabalha com Atendimento em uma Agência Publicitária,  estuda marketing, é apaixonada por gatos e por histórias divertidas.
Lene Campos
Trabalha com Atendimento em uma Agência Publicitária,
estuda marketing, é apaixonada por gatos e por histórias divertidas.

Mas, tem algo que jamais dominaremos: a mania de beber e procurar o EX!
Você nem lembra mais do sujeito, muitas das vezes o número nem está mais na agenda, mas basta se sentir mais alegre que um dispositivo é acionado e começa a sessão tortura.

Nossas frases famosas nessa hora são:
– Amiga , eu deveria ter falado tudo pro fulano! E quer saber, vou fazer isso agora !
– Amiga, a verdade é que são tantos assuntos que ficaram inacabados…
– Amiga, tô com tanta saudade e li que quando a gente pensa muito em alguém é porque ele também está pensando na gente e vou deixar o orgulho de lado e tentar. Ah! Te prometo amiga … Só vou ligar dessa vez!
– O fulano é orgulhoso e se eu não voltar atrás, ele jamais vai fazer isso.
– Amiga, essa vai ser a última mensagem! Se der ok, se não pelo menos eu tentei .

E da-lhe Chopp, cerveja , drinks e mais drinks…
E acabamos fazendo besteiras e muitas de nós perdemos a estribeira e insistimos em algo que no fundo, já sabemos que não dá mais.
Ah, tem aquelas que não hesitam em pegar mais de um fora por noite e começam a perturbar a agenda toda. Vai que cola né, meninas?
Somos chatas, insistentes, passamos por cada papel e não importa se o seu celular é um modelo antigo ou o um iPhone 5, se você mora na ponta negra ou na zona leste: todas nós já passamos por isso ou sempre temos que segurar a nossa amiga com um celular na mão depois de umas biritas.
Deveria ter um aplicativo que travasse o aparelho ao detectar uma quantidade de álcool no nosso organismo. Muitas tragédias seriam evitadas.

Porque no outro dia pra curar os sintomas da ressaca, basta ir na drogaria. Já ressaca moral, não tem anti-ácido que resolva .

 

Acompanhe a Lene Campos no Facebook

Quer me contar tua história? Então me escreve: trintaeumashistorias@gmail.com 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *