Barrados pela Justiça Eleitoral, implementos agrícolas pegam sol e chuva no pátio da Sepror

Prontos para serem entregues desde julho deste ano, os implementos agrícolas adquiridos por meio do programa “Terra Produtiva” do governo Amazonino Mendes, estão definhando no pátio da Secretaria de Produção Rural (Sepror), Japiim, zona sul de Manaus.

Isso porque a Justiça Eleitoral do Amazonas ainda não autorizou a entrega desses equipamentos para produtores rurais do interior. A informação foi confirmada pelo diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Luiz Herval.

Atualmente, grupos geradores, motores tipo rabetas, motores estacionários, casas de farinha, minitratores, caminhões, roçadeiras, entre outros implementos estão sob sol e chuva no pátio, muitos já sendo danificados pela ação corrosiva do tempo.

O investimento no programa é da ordem de R$ 85 milhões e produtores de todos os municípios do estado deveriam ter recebido a concessão de uso de mais de 70 mil itens de implementos agrícolas.

De acordo com o secretário de Produção Rural, José Aparecido, o “Terra Produtiva” está inserido na Lei Estadual 4.268/2015, que dispõe sobre o Plano Plurianual para o período 2016-2019. “Esse programa foi criado em dezembro de 2015 e a Sepror está reforçando o que vinha sendo conduzido numa escala muito pequena”, comentou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *