A Grande Família realiza feijoada para apoiar compositor que vai disputar samba no RJ

A Escola de Samba A Grande Família realiza, neste domingo, 19, a feijoada “Samba 100 Fronteira” para ajudar o compositor e intérprete da escola, Alan Vasconcelos, a realizar um sonho: disputar uma escolha de samba-enredo em uma agremiação do carnaval carioca. E para realizar esse sonho, a tarefa não tem sido fácil. Alan tem procurado empresários para fechar parcerias, porém é com a ajuda de familiares e amigos que ele está encontrando forças para seguir lutando.

Alan vasconcelos (4)Recentemente, ele esteve no Rio de Janeiro para conversar com outros compositores e acertar detalhes do enredo do Grêmio Recreativo Escola de Samba Grande Rio que, no Carnaval 2017, irá homenagear a cantora Ivete Sangalo, contando sua trajetória de sucesso e mostrando a sua vida pessoal e profissional.

“O início foi firmar parceria com grandes compositores. Hoje, o grupo é formado por mim, Paulo Onça (Manaus), Rubens Gordinho (São Paulo) Kaká e Dinho (Rio de Janeiro), sendo que estes dois últimos são os atuais compositores campeões do samba 2016 da Grande Rio. Para entrarmos em iguais condições de disputa, contando as eliminatórias e a final, estamos estimando um gasto de R$ 60 mil. Esse valor é para a gravação do samba, confecção de camisas, adereços para as torcidas, bandeiras, despesas com palco, com músicos, além de gastos com passagens, hospedagem e alimentação”, afirmou Alan.

O evento tem início previsto para as 11h, na quadra da escola, localizada na Rua Careiro, bairro São José I, zona Leste. O ingresso custa apenas R$ 15 e a diversão musical ficará por conta do Movimento República do Samba, que vai acompanhar todas as atrações: Lucinho do Samba, Wandinho Manaus, Valdo Cavalcante (campeão do Fecani em 2015), Jojo de Madureira, Paulo Cabeça, Mestre Kabeça, Mara Lima, Bigu DuSamba, Caçula Show e Alan Vasconcelos, além de convidados.

Feijoada também será solidária

Cada pessoa que for à quadra e levar um quilo de alimento não perecível estará ajudando a jovem Carliane Alves, 18 anos. Há um ano, foi detectado que ela estava com meningite bacteriana e hidrocefalia. Perdeu os movimentos, a voz, a visão, se alimenta por sonda e tem dificuldades para respirar. Para cuidar da filha, os pais abandonaram o emprego, e hoje, vivem com dificuldade. Todo o alimento arrecadado será entregue à família.

A Escola de Samba A Grande Família também irá organizar outros eventos para mobilizar a comunidade como forma de ajudar os familiares de Carliane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *