Vinte municípios alcançam a meta da campanha contra Influenza no Amazonas e vacinação prossegue até 22 de junho

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que foi prorrogada pelo Ministério da Saúde (MS), segue até o dia 22 de junho, também no Amazonas. Balanço parcial da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), aponta que 640.021 pessoas foram vacinadas até o momento, o que corresponde a 68,8% da meta de cobertura vacinal estabelecida pelo MS, que é imunizar aproximadamente 928,9 mil pessoas no Estado.

 

Do total de pessoas vacinadas, até o momento, 416.125 são do interior. Os municípios do interior, no global, alcançaram 75,8% da meta estabelecida, imunizando 548.975 pessoas. Vinte municípios já tinham alcançado suas metas até esta quinta-feira (ver relação abaixo). Em Manaus, onde a campanha começou duas semanas após o calendário nacional, por conta da prorrogação da imunização contra o sarampo, foram vacinadas 223.896 pessoas. Esse número corresponde a 58,92% do público-alvo, que é de 380.006 pessoas.

 

O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, ressalta que a vacina está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Manaus e do interior. Na capital, também são pontos de vacinação os Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC) e Centros de Atenção Integral ao Idoso (CAIMI), estes para os públicos específicos que atendem. “A vacina é a principal forma de prevenção contra a Influenza e  protege dos vírus mais graves, que são H1N1, H3N2 e Influenza B”, disse.

 

Grupos prioritários – Ele observa que a vacinação é específica para grupos prioritários, que são crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos, pessoas com doenças crônicas, grávidas, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, profissionais da educação, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e profissionais do sistema prisional.

 

“O Ministério da Saúde prioriza os grupos de pessoas mais suscetíveis ao agravamento das doenças respiratórias. Vírus como a Influenza I, assim como outros, podem levar a síndromes respiratórias graves e causar a morte. Por isso, é importante que essas pessoas sejam imunizadas. A vacina é gratuita e está disponível em doses suficientes, em qualquer posto de saúde perto de casa. Não pode haver desculpa para não ir se vacinar”, alerta Bernardino.

 

Segundo a FVS, por meio da rede de sentinelas nos hospitais, até o momento, foram registrados 60 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 53 de Síndrome Gripal (SG). “Desses vírus que circulam no Estado, o monitoramento identificou 25 casos de H3N2, 7 de Influenza B e 3 de H1N1”, enumerou.

 

Cobertura – Os públicos com maior adesão à campanha, no Amazonas, são os de profissionais da educação (87,5%) e indígenas (84,7,%), seguidos pelos idosos (80,6%),  puérperas (80%), trabalhadores da saúde (67,5%) e crianças menores de cinco anos (61%). O grupo com o menor índice de vacinação permanece o das grávidas, com 60,9%.

 

Municípios que já alcançaram a meta da vacinação contra a Influenza

 

Alvarães – 93,41%

Anamã – 97,87%

Apuí – 99,8%

Autazes – 92,44%

Barreirinha – 91,67%

Boa Vista do Ramos – 95,32%

Caapiranga – 97,73%

Carauari – 91,94%

Fonte Boa – 95,08%

Humaitá – 96,53%

Iranduba – 97,82%

Itamarati – 99,41%

Jutaí – 90,40%

Lábrea – 92,22%

São Sebastião do Uatumã – 95,29%

Silves – 93,16%

Tefé – 106,36%

Uarini – 90,76%

Urucará – 95,63%

Urucurituba – 92,18%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *