Um total de 2,3 mil policiais e bombeiros do AM serão promovidos em abril

Na última sexta-feira (27) foi publicado o Boletim Geral da Polícia Militar (BG/PM) com lista de promoções de cerca 2,3 mil policias e bombeiros do Estado do Amazonas que serão promovidos a partir do dia 21 de abril deste ano.

policia-militar1-415x260De acordo com o deputado Paltiny Soares (PV), vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas “é com grande satisfação a publicação do Boletim Geral da Polícia Militar da lista dos praças que serão promovidos. A luta dos soldados já era de longa data e nós conseguimos aprovar ano passado a Lei de Carreira que determinou prazos concretos para as promoções. Serão profissionais que terão, não somente, salários e autoestima elevadas, mas a vontade de servir a sociedade renovada”,

Segundo a Lei de Carreira dos Policiais e Bombeiros Militares, Nº 4044/2014, conhecida pelos praças como “Lei Platiny”, o Comando da Polícia Militar tem as datas limites de 21 de abril, 25 de agosto e 31 de dezembro para lançar as promoções dos praças aptos a galgarem nova patente.

Na próxima quinta-feira (02) ficou definido na reunião entre o subcomandante da PMAM, Coronel QOPM Antônio Cesar de Oliveira Escóssio, representantes da Comissão de Promoção de Praças (CPP), e o presidente da Associação de Praças do Estado do Amazonas (APEAM), SD Gerson Feitosa que serão promovidos 421 soldados à cabos; 1.264 cabos que passarão a 3° sargentos; 421 terceiro sargentos que passarão a 2° sargentos; 47 segundo sargentos que passarão a 1° sargentos; três 1° sargentos que passarão a subtenentes; além de 168 injustiçados, que serão promovidos entre as várias patentes.

Também foram incluídos por meio de promoção ao posto imediato, os profissionais que estão iniciando o processo de aposentadoria. Neste caso, estão inclusos cinco 3° sargentos, que passarão a 2° sargentos e onze 2° sargentos que passarão a 1° sargentos Fica estipulado o prazo de de 15 (quinze) dias – a contar da data da publicação do BG – para que o policial militar possa entrar com recurso, caso tenha interesse.

“Sabemos e reconhecemos que o governo tem interesse em cumprir o que ficou acordado com os praças no ano passado. Estamos, na medida do possível, aguardando o tempo necessário sem mais atritos. Mas a promoção dos praças é uma das bandeiras de luta que conquistamos e ainda temos pela frente a garantia do Código de Ética e a criação de benefícios básicos de alimentação, fardamento e moradia”, afirmou Platiny Soares.

 

Informações do Portal Em TEMPO (Com informações da assessoria).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *