SSP afirma que ações para acabar com roubos a ônibus ‘não são suficientes’

Assaltos a ônibus cresceram 30% em relação ao ano passado (Foto: Arquivo/AC)

Secretaria aponta que apesar da prisão de 653 acusados pelo crime, assaltos aumentaram 30% em relação a 2016. Rodoviários paralisaram na manhã de hoje (16) pedindo mais segurança

Assaltos a ônibus cresceram 30% em relação ao ano passado (Foto: Arquivo/AC)

Após manifestação dos rodoviários na manhã desta quarta-feira (16) pedindo mais segurança no transporte coletivo, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP) disse que ações do sistema, como o monitoramento das rotas e a prisão de suspeitos de assalto, “não são suficientes para combater de vez esse tipo de crime”. Na manhã desta quarta-feira (16), um cobrador foi esfaqueado por um adolescente durante um roubo no bairro Nova Cidade.

De acordo com a SSP, o diálogo está constantemente aberto para todos os segmentos do transporte. A pasta aponta que mesmo com a prisão de 653 acusados de roubo a ônibus em 2017, os assaltos aumentaram 30% em relação ao mesmo período do ano passado.

“O número demonstra que são necessários união e engajamento de todos os órgãos para que as reduções sejam mais expressivas e para que os trabalhadores deixem de sofrer com esse crime. União inclusive da Prefeitura de Manaus, que é o órgão responsável pela concessão das empresas de transporte público, e das empresas que podem contribuir com a instalação de equipamentos modernos, como câmeras de segurança”, disse a secretaria.

A secretaria afirmou ainda que, diariamente, a Polícia Militar tem realizado policiamento ostensivo nas ruas, e citou a “Operação Catraca”, onde é realizada a maioria das prisões.

O órgão também disse que uma reunião está marcada para esta quinta-feira (17) com diversos representantes do transporte coletivo para discutir o tema e encontrar soluções para os casos de roubo e violência.

 

Com Informações de Acrítica

Be the first to comment on "SSP afirma que ações para acabar com roubos a ônibus ‘não são suficientes’"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*