Ricardo Lewandowski do STF suspende eleição para governador do Amazonas

Ricardo Lewandowski(Cristiano Mariz/VEJA)

Decisão em caráter liminar foi deferida nesta quarta-feira (28).

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski determinou nesta quarta-feira (28) a suspensão da eleição direta para o Governo do Estado do Amazonas, prevista para ocorrer no dia 6 de agosto. Lewandowski deu deferimento a uma ação cautelar do ex-vice-governador Henrique Oliveira, cassado junto ao então governador José Melo por compra de votos no pleito de 2014. Informações apuradas pela Rede Amazônica apontam que a decisão não prevê retorno deles ao governo. O governador em exercício David Almeida segue no cargo.

No entendimento de Lewandowski, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não poderia ter determinado uma nova eleição antes de analisar recursos do governador e do vice. A decisão de suspender a eleição é liminar e pode, em tese, ser derrubada pelo plenário do STF.

G1 não conseguiu contato com Henrique Oliveira e nem com a advogada Patrícia Henriques Ribeiro. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) ainda não foi notificado.

As eleições suplementares está prevista para ocorrer com a participação de nove candidatos no dia 6 de agosto e, em caso de segundo turno, no dia 27 do mesmo mês.

Ação cautelar pode ser acessada no site do STF (Foto: Reprodução)

Ação cautelar pode ser acessada no site do STF (Foto: Reprodução)

Entenda o caso

No início de maio, o TSE cassou os mandatos de José Melo e Henrique Oliveira.

A Corte eleitoral entendeu ter havido compra de votos na disputa de 2014 e determinou que eles deixassem imediatamente os cargos, antes mesmo do julgamento de eventuais recursos.

 

Com Informações do G1 Amazonas

Be the first to comment on "Ricardo Lewandowski do STF suspende eleição para governador do Amazonas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*