Policial Militar é preso suspeito de comandar quadrilha de tráfico de drogas

Drogas apreendidas com suspeitos (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Policial, que foi candidato vereador de Manaus, foi localizado com 300 kg de drogas. Outras três pessoas foram presas.

Um policial miliar do Amazonas, que também é ex-candidato a vereador de Manaus, chefiava uma quadrilha que traficava drogas e que foi presa com 300 kg de maconha e outros entorpecentes. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, após a prisão de quatro homens na terça-feira (2). Uma casa luxuosa na Zona Centro-Sul da capital era usada para manter os carregamentos de drogas.

Bruno Albuquerque da Costa, Alan Kennedy de Souza Nascimento e Jamesson Alves de Souza foram presos suspeitos de tráfico de drogas (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

O PM apontado como líder da quadrilha é Robson Almeida Siqueira Filho, 33 anos, conhecido “Robinho”. Ele disputou eleição de 2016 para vereador de Manaus e obteve mais de 2 mil votos.

O militar foi preso em flagrante durante ação policial contra o tráfico de drogas, segundo a Polícia Civil.

“O Robson é o cabeça dessa organização criminosa. Ele é o contato com os proprietários da droga, que traziam para Manaus e revendiam para ele. Ele repassava para os outros membros da organização que revendiam”, afirmou o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Guilherme Torres.

Também foram presos

  • Bruno Albuquerque da Costa, 29 anos, conhecido como “Pitilico”;
  • Alan Kennedy de Souza Nascimento, 28 anos;
  • Jamesson Alves de Souza, 36 anos.

A ação foi desencadeada pelas equipes do DRCO com apoio dos policiais civis da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), do município de Iranduba, distante 27 km da capital, e servidores da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

“Tivemos informação de que uma lancha tinha descido o rio com uma grande quantidade de drogas e fuzil de Tefé. Fomos até Iranduba , no momento que aquelas pessoas estavam ali porque tinha dado um problema na lancha, nós efetuamos a abordagem. O policial militar falou várias informações contraditórias. Primeiro disse que estava de férias e depois que estava trabalhando velado”, contou o diretor do DRCO.

Robson e outros três homens foram interceptados na comunidade do Jandira, em Iranduba. Durante abordagem, o policial militar foi preso e, segundo a Polícia Civil, ele estava com um veículo roubado de São Paulo. O carro modelo Honda CRV estava com placa clonada.

Segundo a polícia, dentro do veículo foram encontradas uma cartela de ecstasy, 30 comprimidos de LSD, uma porção de cocaína e cédulas de dinheiro, que totalizam R$ 10 mil. Um carro modelo Jeep SUV e uma lacha também foram apreendidos.

O grupo foi trazido para Manaus. Os suspeitos revelaram a localização da base onde um carregamento de drogas era mantido escondido, em uma casa na Morada do Sol.

“A casa era alugada por um amigo do Alan. Uma residência grande e luxuosa com piscinas, que era usada somente para guardar a droga. Lá, eles também eles manipulavam e faziam LSD. Também foram encontrados, aproximadamente, 300 kg de maconha do tipo skunk e uma estufa onde eles trabalhavam as drogas para fazer o LSD”, explicou o delegado.

As participações de outras pessoas serão investigadas pela Polícia Civil. O policial militar preso não foi apresentado em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (3). Robson Almeida Filho foi levado para o Batalhão de Guarda da Polícia Militar. Ele foi autuado, em flagrante, por tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação, além de ser indiciado por adulteração de veículo automotor.

Bruno e Alan foram autuados por tráfico de drogas. Jamesson era foragido do município de Tefé e tinha mandado de prisão preventiva decretado. Os três não quiseram comentar as acusações da polícia. A defesa do PM preso não foi localizada para falar sobre assunto.

 

Com Informações do G1 Amazonas

Be the first to comment on "Policial Militar é preso suspeito de comandar quadrilha de tráfico de drogas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*