“Não podemos cobrar em um mês de governo aquilo que não acontecia há um ano, dois anos”, diz Adjuto Afonso

Foto : Ney Xavier

Na manhã desta terça-feira, 7, o vice-líder do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Adjuto Afonso (PDT), ressaltou em plenário a operação “Natal Seguro”, anunciada pelo Secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, durante reunião na Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), como forma de reduzir os índices de crimes em comércios, que aumentam no período natalino. Ele também classificou de “precoce” a avaliação feita por alguns parlamentares sobre as ações do governo.

“Ontem eu acompanhei o secretário de segurança em uma reunião com a CDL e saí muito otimista com a relação a segurança em nosso Estado, principalmente aqui em Manaus. Pude constatar o entrosamento das polícias militar, civil, corpo de bombeiros, todos com um só comando do secretário para que a população volte a ter segurança. O que nós não podemos é cobrar em um mês de governo aquilo que não acontecia há um ano, há dois anos”, disse o deputado.

O parlamentar classificou de “precoce” a avaliação de colegas deputados em relação às ações do governo, que assumiu há um mês o comando do Estado a partir de eleição suplementar.

“É muito cedo para se fazer avaliação. Tem um mês de governo. Todos sabem que o governo se iniciou dia 5, nesse mesmo dia muitas medidas foram tomadas com relação à saúde, educação, segurança. O deputado David falou aqui que deu o maior abono para os professores, todos sabem quanto foi arrecadado aqui pelo Fundeb, quanto veio do Fundeb para o Estado do Amazonas e que esse recurso é justamente para pagar abono para os professores. Diferente seria se o recurso fosse desviado para outra finalidade. O governo está trabalhando, o Estado está sendo destravado”, finalizou o deputado Adjuto.

Fonte : Assessoria do deputado Adjuto Afonso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *