Motoristas do transporte especial fazem nova paralisação

Trânsito na Constantino Nery foi afetado em razão da manifestação (Foto: Manaustrans/Divulgação )

Categoria reclama de assaltos constantes.

A segunda manifestação de motoristas de coletivos que trabalham no transporte especial foi iniciada por volta das 9h30 em Manaus, nesta quarta-feira (16). Os manifestantes pararam veículos nas avenidas Constantino Nery, Epaminondas e Leonardo Malcher próximo ao Terminal 1 (T1), no Centro. O ato afeta o tráfego de veículos. Categoria reclama de assaltos constantes.

Trânsito na Constantino Nery foi afetado em razão da manifestação (Foto: Manaustrans/Divulgação )

Entre 6h e 7h, ocorreu uma primeira manifestação na Zona Leste de Manaus.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), os ônibus que fazem o transporte coletivo não conseguem chegar ao terminal por conta do ato.

A paralisação afeta o trânsito nas principais vias do centro. Entre elas: Avenidas Constantino Ney, Joaquim Nabuco e Leonardo Malcher.

O Manaustrans informou que a faixa exclusiva de transporte exclusivo, a Faixa Azul, está liberada para a circulação de todos os veículos, apenas na Av. Constantino Nery, em ambos os sentidos.

Primeiro ato

Após repetidos assaltos a ônibus que transportam trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM), motoristas das empresas de transporte especial fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira (16). Sindicato diz que 800 veículos foram parados em avenida durante ato.

Um grupo de motoristas estacionou micro-ônibus e ônibus ao longo da Avenida Autaz Mirim (Grande Circular) entre as rotatórias do São José e do Armando Mendes, na Zona Leste da capital, entre às 6h e 7h.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Especial, Turismo, Fretamento, Locadoras e Carros de Valores Intermunicipal de Manaus (Sindespecial), cerca de 800 veículos pararam na via.

A Avenida Autaz Mirim teve duas faixas interditadas. Apenas a faixa central foi usada para circulação dos outros veículos que passavam pelo local. O protesto causou lentidão e congestionamento no sentido bairro/Centro da avenida.

Muitos trabalhadores que eram transportados nos coletivos desceram dos veículos e seguiram para as empresas caminhando.

 

Com Informações do G1 Amazonas

Be the first to comment on "Motoristas do transporte especial fazem nova paralisação"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*