Justiça determina intervenção no Hospital Regional de Novo Aripuanã

O Juiz de Direito da Vara Única de Novo Aripuanã, Paulo José Benevides dos Santos, acolheu parcialmente o pedido do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) e decidiu pelo afastamento do atual diretor do Hospital Regional de Novo Aripuanã, bem como determinou que seja nomeado interventor, cuja escolha deverá se basear em critérios técnicos. O magistrado determinou ainda que, no prazo de 60 dias, o interventor apresente relatório das medidas emergenciais tomadas e lotação de equipe multidisciplinar para atendimento à população.

Em novembro deste ano, a Promotora Titular da Comarca de Novo Aripuanã, Dra. Tania Maria de Azevedo Feitosa, ingressou com Ação Civil Pública após denúncias de que pessoas estariam morrendo no hospital por falta de atendimento adequado. A Promotora de Justiça já havia instaurado Inquérito Civil para apuração de falta de médicos e equipamentos para atender pacientes.

Em inspeção realizada no último dia 07 de novembro de 2018, o Ministério Público verificou que, além de outras irregularidades, crianças estavam internadas juntamente com adultos, falta de equipamentos de emergência, falta de recursos humanos e muita sujeira na unidade de saúde. “As salas e enfermarias se encontram impregnadas de mofo e sujeira, não há balas de oxigênio nem equipamentos necessários para socorro de urgência e emergência. Nos banheiros foram encontradas tomadas expostas, colocando em perigo pacientes e acompanhantes”, disse a Promotora na ocasião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *