Juiz determina que Casa Branca devolva credencial a correspondente da CNN

WASHINGTON (Reuters) – Um juiz dos Estados Unidos determinou nesta sexta-feira que a credencial de imprensa do correspondente da CNN na Casa Branca Jim Acosta seja temporariamente devolvida, depois de o documento ter sido revogado devido a uma polêmica entrevista coletiva do presidente dos EUA, Donald Trump.

O juiz Timothy Kelly, responsável pelo processo movido pela CNN contra a revogação da credencial, argumentou que é necessário um devido processo legal para limitar o acesso de um jornalista à Casa Branca.

O juiz determinou que a Casa Branca devolva a credencial a Acosta enquanto o processo é analisado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *