‘Estou arrependido e quero pedir desculpa para família dele’, diz assassino de médico

Igor Mateus Negrão e Silva foi preso na tarde de quarta-feira. Foto: Jair Araújo

Manaus – ‘Estou arrependido e quero pedir desculpa para família dele’, afirmou o recruta do Exército Igor Mateus Negrão e Silva, de 19 anos, na manhã desta quinta-feira (7). Ele confessou ter assassinado o médico Emerson Rios, de 56 anos, no último domingo por causa de um celular que a vítima teria prometido de presente.

Segundo o delegado Ivo Martins, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o militar confessou o crime após a polícia identificar lesões no corpo dele, como um corte no pé. Em seguida, conforme o delegado, Igor revelou que pisou na faca durante a briga com a vítima.

“No domingo, eles estavam bebendo, assistindo filme e, em determinado momento, o Igor cobrou o celular da vítima, que teria ficado chateado com a situação. Segundo a versão do Igor, o que não acreditamos, a vítima foi até a cozinha e voltou com uma cerveja, uma faca e passou a ameaçá-lo e eles começaram a brigar”, disse o delegado. “Apesar do Igor estar colaborando com detalhes, essa versão não parece real, é a única saída que resta para uma eventual defesa dele, é colocar a culpa na vítima, legítima defesa”.

Martins adiantou que, em depoimento, o recruta contou que conheceu o médico em dezembro do ano passado, na praça de alimentação do Parque das Laranjeiras. “Ele disse que tinha visitado o médico outras vezes. A vítima até o ajudava financeiramente e tinha prometido um celular”.

 

Com Informações do Diário do Amazonas 

Be the first to comment on "‘Estou arrependido e quero pedir desculpa para família dele’, diz assassino de médico"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*