“Está passando a carroça na frente dos cavalos”, diz secretário-geral do PP sobre declaração de Mayara Pinheiro


O secretário-geral do PP, Walter Sipelli, declarou que a deputada estadual eleita Mayara Pinheiro (PP) criou um “clima muito ruim” para ela dentro do partido ao antecipar seu voto na disputa pela presidência da ALE-AM antes da reunião da sigla para tratar sobre o assunto. A informação foi divulgada pela jornalista Rosiene Carvalho na sua página da Facebook.


Sipelli afirmou que “não há independência” quando a decisão é partidária e que Mayara deveria ter sido alertada que o mandato é do partido.
“Fica muito ruim para ela. Ela diz no vídeo que ela tem independência, certo? Não tem independência, não. O mandato é do partido. Não é dela. Tem que aprender ainda. Mas está passando a carroça na frente dos cavalos.”

A deputada eleita mais bem votada do pleito de 2018, Mayara Pinheiro declarou voto ao deputado estadual Josué Neto (PSD) na disputa pela presidência da Mesa Diretora da ALE-AM, nesta quinta-feira, dia 10.
Ela justificou a declaração de voto em uma conduta de “transparência e independência.” Mayara é vice-prefeita de Coari e filha do ex-prefeito da cidade, Adail Pinheiro. 

Bloco rachou 
A declaração de voto de Mayara em Josué Neto foi a 14ª a favor dele e causou frisson porque o partido dela tem um candidato à presidência: Belarmino Lins (PP).


Um dia antes o secretário-geral do PP, Walter Sipelli, confirmou a declaração do deputado Dermilson Chagas (PP) de que os quatro deputados da sigla votariam em bloco no deputado Belão, como é conhecido Belarmino.


Após a circulação do vídeo, a declaração de Mayara também foi ironizada pelo deputado Belarmino Lins. Por meio de sua assessoria de comunicação, Belão questionou a transparência nos gastos de campanha da deputada eleita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *