Equipamentos de raio-x são instalados em 13 unidades prisionais

Ao todo, 19 aparelhos estão em funcionamento em todo estado.

Treze unidades prisionais do Amazonas já receberam, ao todo, 19 aparelho de raio-x para reforçar a segurança. No interior, quatro aparelhos estão em funcionamento. Outras três máquinas ainda devem ser enviadas para mais três municípios do estado.

Aparelhos de raio-x são instalados em prisões do Amazonas

Ao todo são 24 aparelhos a serem disponibilizados. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), os equipamentos foram adquiridos por meio de contrato de locação de dois anos. O valor total do aluguel é de R$ 1.922.605,60.

Segundo o secretário da Seap, coronel Cleitman Coelho, a tecnologia visa reduzir a entrada de material ilícito nas cadeias.

“Você consegue visualizar através de qualquer tipo de proteção o que vem dentro daquilo. Digamos que é uma bolsa, você vai conseguir ver tudo o que tem ali, desde um cortador de unhas, um algodão que você estiver levando, a roupa. Você não precisa abrir a bolsa para tirar o que está dentro. É mais eficiente”, disse.

O raio-x do tipo esteira é igual aos utilizados em aeroportos. Eles conseguem detectar vários utensílios metálicos, cortantes e até substâncias entorpecentes. Possuem o aparelho em funcionamento as seguintes unidades:

   Nº de raio-x em unidade prisionais                                                                                                  

Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF)———————-1

Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM)——————–2

Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM II)—————3

Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Fechado)———————-2

Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Semiaberto)——————-1

Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat)———————————-2

Penitenciária Feminina de Manaus (PFM)——————————1

Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)—————————–2

Unidade Prisional Smiaberto Feminino (UPSF)————————1

Unidade Prisional de Coari (UPM)—————————————1

Unidade Prisional de Parintins (UPP)———————————–1

Unidade Prisional de Tabatinga (UPTA)——————————–1

Unidade Prisional de Tefé (UPT)—————————————–1
Fonte: Seap-AM

Questionado pela Rede Amazônica, Cleitman informou que não há possibilidade dos aparelhos ficarem obsoletos. Isso porque, segundo ele, a empresa contratada fica responsável pela manutenção, treinamento de pessoal e atualização do sistema.

“Em 24 meses nós não teremos nenhum desses equipamentos parados, seja por atualização do próprio sistema ou por alguma pane que venha a dar também da parte operacional do equipamento”, afirmou o secretário.

Além do raio-x, o governo aguarda a chegada de scanner corporal, que vai ser usado para revistas mais íntimas. Só as unidades prisionais de Manaus recebem, todo fim de semana, uma média de 3,6 mil visitas.

(Colaborou Roberta Bindá, da Rede Amazônica)

 

Com Informações do G1 Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *