Seminário promove o compartilhamento de experiências e conhecimentos em educação

Professores, gestores de escolas, estudantes e representantes de órgãos municipais e estaduais trocaram experiências, informações e projetos na área do ensino, com ênfase na educação inclusiva, durante o Seminário de Integração Educacional, realizado na manhã desta segunda-feira (13) na Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam), por iniciativa da deputada Therezinha Ruiz (PSDB).

Presidente da Comissão de Educação, Therezinha Ruiz apresentou as atividades que vem realizando, e colocou a comissão à disposição, em busca de parceria para desenvolver novas iniciativas educacionais e elaboração de Projetos de Lei.

“Defendemos a educação como direito dos cidadãos, como setor que precisa de investimentos para garantir o desenvolvimento social, econômico e tecnológico do País”, enfatizou a deputada.

A Comissão de Educação, segundo Therezinha, promoverá a educação inclusiva, visando o atendimento às demandas de professores, gestores e de pais que procuram orientação para lidar com crianças que apresentam algum tipo de deficiência.

Outra iniciativa de autoria da deputada Therezinha Ruiz, o Núcleo de Atendimento aos Profissionais de Educação (Nape), presta serviço de atenção psicológica, fonoaudiológica e assistência jurídica aos professores. O Nape funciona no 2º andar da Aleam.

Titular da Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência (Sepede), Viviane Lima se comprometeu em lutar para que o Estado garanta o acesso à educação inclusiva, com mediadores capacitados para atender os alunos com deficiência. A Sepede possui um cadastro com 13 mil pessoas portadoras de deficiência.

Em um depoimento emocionado, Viviane Lima relatou a angústia de pais que como ela – que possui duas filhas com deficiência –, precisam de atendimento especializado na escola pública para estimular o desenvolvimento de seus filhos. “Conheço a dor das mães que precisam de escola para seus filhos com deficiência”, salientou.

Na área do município, a professora Cecília Otto, que coordena o Centro Municipal de Atendimento Sóciopsicopedagógico (Cemasp) da Semed, fez uma explanação sobre a atuação social junto aos alunos e às suas famílias na Zona Leste e na Zona Rural de Manaus.

A equipe de professores, pedagogos e assistentes sociais, coordenada pela professora Cecília Otto, trabalha no combate à evasão escolar com atendimento interdisciplinar, realizado conforme solicitação das unidades de ensino, com visitas domiciliares que visam prevenir que o aluno abandone a escola.

Ainda na área municipal, a diretora do Centro Municipal de Educação Especial (CMEE) da Semed, Reni Formiga, fez uma exposição do trabalho que vem sendo realizado na promoção da educação inclusiva, com o atendimento aos alunos que apresentam alguma tipo de deficiência.

O CMEE conta com cerca de 400 mediadores atuando em 200 escolas da rede municipal de ensino, que auxiliam no relacionamento e nas atividades de sala de aula, direcionadas aos alunos com deficiência, especialmente com autismo. A Semed possui um cadastro com 34 mil autistas.

Atrações culturais

O seminário priorizou também os projetos culturais voltados para a educação inclusiva. O aluno especial Richard Monteiro formou dueto com Geisabele Mahara, do Centro Municipal de Arte e Educação Nelson Neto, na apresentação de “Luzes da Ribalta”..

A professora Vera Lúcia Aragão apresentou seus livros paradidáticos, enquanto a pedagoga Maria Franciná fez o pré-lançamento do seu livro intitulado “Planejamento e Interação na Educação Infantil”.

No hall da Aleam os estandes de livros exibiam várias obras e cartilhas relativas à educação inclusiva, destacando-se a Editora Vozes e FTD e Distribuidora Bom Livro, além de mostras práticas de jogos e atividades.

Participaram do evento representantes da Seduc, da Ufam, da Ufam, e estudantes da Faculdade Nilton Lins, da Faculdade Dom Bosco e Esbam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *