“Dispensa de licitação no valor de R$ 46 milhões para transporte escolar é suspeita”, afirma Dermilson Chagas

Para aproveitar a presença do secretário estadual de Educação (Seduc), Luiz Castro, na reunião da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na próxima Quarta-feira (27), o deputado Dermilson Chagas (PP) pediu na manhã desta segunda-feira (25), esclarecimento de uma dispensa de licitação no valor de R$ 46 milhões para prestação de serviços de transporte escolar.

A dispensa foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 19 de fevereiro em que informa a contração da empresa Dantas Transporte e Instalação LTDA no valor de R$ 46.610.685,24 para fornecer serviços de transporte escolar por 180 dias. Dermilson diz que o contrato com a dispensa é suspeito, principalmente pelo valor. “Não me venha dizer que foi falta de tempo para fazer uma licitação, pelo amor de Deus. Engraçado que o Luiz Castro quando era deputado, sempre criticou todos os governos que passaram com o seu chicote e com sua baladeira, não dispensava um. Vivia se posicionando contra as dispensas de licitação, e principalmente quando o valor era alto. Agora como secretário faz a mesma coisa. É pra ser igual ou diferente?”, questionou.

Dermilson ainda classificou a gestão de Luiz como “oba oba” por não administrar de forma correta, a pasta de educação. “Se for para a pessoa administrar 17 meses para depois sair como candidato a prefeito, não tem condições. Não me venha dizer que é novo e que vai fazer a diferença, porque a realidade, é que não existe administração. É uma pura fantasia, são lobos na pele de cordeiro. Tudo o que os gestores passados fizeram, ele está fazendo agora. O povo está chorando de arrependimento, essa é a verdade. Portanto espero que seja esclarecida essa dispensa de licitação porque não dá para brincar de gestor”, ponderou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *