Chuva que seria para um mês, deixa em duas horas cidade do inteiror do Amazonas alagada

Foto : Whatsap

A madrugada de sábado (17) surpreendeu os moradores de Boca do Acre (distante 1.028 quilômetros de Manaus). Foi uma chuva como há muito tempo não via. Em duas horas, choveu a metade do previsto para um mês inteiro. Foram 99,6 milímetros de precipitação, que deixaram muitos pontos de alagamento na cidade e prejuízos no setor público e para os residentes.

O mais notável incidente aconteceu com o flutuante do Serviço de Água e Saneamento de Boca do Acre – SASBA – que foi afundou, no rio Acre, na altura do bairro Macaxeiral, interrompendo o fornecimento de água para toda a cidade.

Ainda na manhã deste sábado, uma equipe da Prefeitura de Boca do Acre estava trabalhando no local para retirar o flutuante do fundo do rio e normalizar o serviço.

O vereador Ritsu Calacina, acompanhado do secretário de Meio Ambiente e Defesa Civil, Josimar Fidelquino, visitou pontos críticos da cidade, onde casas foram tomadas pelas águas.

Foto : Whatsap

Piquiá debaixo d’água

No Piquiá, cenas anormais para o Platô foram registradas. O bairro que normalmente acolhe os desabrigados das cheias que castigam a cidade, na parte baixa, sofreu com o volume de água que acumulou na superfície das ruas, por conta dos bueiros obstruídos que não dão vazão.

Quintais e casas no Piquiá foram invadidos pelas águas. A professora Socorro narrou o estado de tensão ao ver sua residência sendo tomada pelas águas, durante a madrugada.

Com informações do Portal do Purus / Por : Agostinho Alves

Be the first to comment on "Chuva que seria para um mês, deixa em duas horas cidade do inteiror do Amazonas alagada"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*