Chega de Saudade!!! – Por Lene Campos

Nos últimos dias, decidi que precisava realmente esquecer um certo sujeito. (aiiii aquele tipo de sujeito que te deixa com a pernas bamba só de lembrar) rsrsrsrsrs então segui aquela máxima que diz : “Só se esquece um amor com outro amor” e fui para pista.

Decidi começar pelas redes sociais e responder alguns Directs pendentes.

E para esquecer alguém muito bom, temos que ter um substituto a altura. Perfis selecionados e algumas mensagens respondidas e me dei conta de que não sei mais paquerar.

Gente, como a faz?? É errado pedir o telefone?
Dar um “Boa noite” pega bem?
Se eu curtir uma foto de mil anos atrás, acho que o recado será dado!! não é mesmo?

Sou Lene Campos, Consultora de Seguros, Trinta e poucos anos, Solteira por falta de opção Sagitariana, Apaixonada por Gatos e histórias divertidas. E nas horas vagas, escrevo aqui.
Sou Lene Campos, Consultora de Seguros,
Trinta e poucos anos,
Solteira por falta de opção
Sagitariana,
Apaixonada por Gatos e histórias divertidas.
E nas horas vagas, escrevo aqui.

EU HEIN!!!

Algumas respostas depois e me apareceu um homem interessante. O único problema é o perfil do cara: ele é apaixonado por lutas e treinos. E a pessoa aqui, meio sedentária. Meio porque sou obrigada a subir três escadas gigantescas do meu bloco.
Ele me convidou pra correr na orla e eu desejando torta de chocolate. Vamos para os próximos.

Que perfil bacana esse próximo tem: focado no trabalho, curte cerveja e um bom vinho, frequenta os mesmos lugares que eu, posta frases motivacionais e viaja nas férias. Opa!!! Ainda bem que antes de eu enviar boa noite, fui nas marcações e aí tinha um post a favor do casamento com pessoas do mesmo sexo e um boy comentando: “nosso dia vai chegar”.

Isso mesmo: gay!!! Muito gay… se fosse bi, eu arriscava. Kkkkkkkkkkk

Antes, ao conhecer um homem perguntávamos:
– Você é casado?
Hoje a pergunta é outra…

Que loucura. Nunca respondi tantas mensagens. Até de 2014 estavam sem respostas.

Mas nada que me fizesse querer deixar “House of Cards” em segundo plano.

Seguindo na missão de esquecer o dito cujo, minha amiga me deu um sábio conselho.

Ela comentou que eu deveria apagar fotos, todas as mensagens e excluir o número.
Fiz isso! Mas por precaução, escrevi o número num post-it e coloquei na última gaveta do guarda-roupa. Vai que eu precise.

Rindo de tudo isso e tomando consciência de que esquecer alguém não é tão simples.

Requer tempo e serenidade.

Requer habilidade para lidar com a saudade.

Hoje, resolvi abandonar as medidas drásticas e fazer tudo aos poucos.

Então, não estranhe se nos próximos dias você ainda receber o meu bom dia!!!

Quer me ajudar a escrever o próximo texto e contar sua historia? Então me escreve.
trintaeumashistorias@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *