Bancos investem em tecnologia para reduzir assaltos às agências

Gasto com segurança chega a R$ 9 bilhões por ano. Em 2011 foram mais de 400 roubos em todo o Brasil. Este ano, a projeção é de 272.

Os grandes bancos estão investindo em tecnologia para reduzir os assaltos nos grandes centros e gastam cerca de nove bilhões de reais por ano em segurança.

Foto – Reprodução Internet

No centro de monitoramento de um dos maiores bancos do Brasil, os funcionários ficam de olho em 3.500 agências em todo o país.

Câmeras e sensores de movimento fazem com que ninguém entre em uma agência despercebido, mas se surgir algo suspeito depois das 10 da noite, quando a agência está fechada, aparece um alerta na central de monitoramento.

Primeiro, um aviso em áudio. Depois um barulho irritante e praticamente ensurdecedor. Se os bandidos insistirem em continuar o assalto, uma fumaça toma conta da agência, e torna o ambiente insuportável.

A ideia é impedir que os bandidos continuem com o assalto. Evitar o assalto sem enfrentamento, sem troca de tiros, apenas com tecnologia.

“A tecnologia propicia não só o monitoramento remoto, mas também a capacidade, a abrangência desse monitoramento ele é muito maior do que simplesmente colocar um vigilante armado dentro de uma agência bancária e ela tem uma efetividade muito maior na medida que as centrais de monitoramento elas têm a capacidade de conectar as forças segurança pública e poder capturar e passar todas as informações que são necessárias para as polícias militares”.

Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) eles gastam R$ 9 bilhões por ano com segurança bancária. É mais do que o orçamento da Polícia Federal.  E afirma que isso ajudou a reduzir o número de assaltos.

Em 2011, foram mais de 400 em todo o Brasil. Este ano, a projeção é de 272. Os bandidos mudaram a estratégia. Passaram a atacar em cidades pequenas, onde a polícia não consegue reagir diante de bandos fortemente armados.

Nesse caso, os bancos dizem que a estratégia é ajudar a polícia no trabalho de investigação. Câmeras de segurança já identificaram em torno de mil assaltantes nos últimos cinco anos só no estado de São Paulo, parte já foi presa ou morreu.

 

Com Informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *