Amazonino lança projeto para ordenar área da Manaus Moderna e combater a criminalidade

O governador do Amazonas, Amazonino Mendes lançou, na manhã desta sexta-feira, 05 de janeiro, no Centro, zona sul de a capital, o projeto “Manaus Moderna”, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), que tem como objetivo ordenar a região, que compreende o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, a feira e o porto da Manaus Moderna, e promover ações educativas e de combate ao tráfico de drogas e à criminalidade.

Fotos: Clóvis Miranda

A SSP-AM já cadastrou 260 pessoas, entre guardadores de veículos e carregadores de cargas que atuam na Manaus Moderna, área de grande fluxo de pessoas, entre manauaras e turistas. Segundo Amazonino, o projeto lançado nessa região da cidade deverá ser levado para outras áreas de comércio na capital, levando cidadania e dignidade aos guardadores e carregadores, e paz aos clientes dos centros comerciais.

“Isso aqui é o primeiro. Deveremos ter vários outros momentos iguais a esse, em setores vitais espalhados pela cidade. As pessoas simples precisam da mão do Governo. É bom para todos: bom para eles, bom para a sociedade, para a própria população”, destacou o governador.

Amazonino ressaltou que a região da Manaus Moderna e Mercado Adolpho Lisboa era alvo de constante reclamação dos turistas e transeuntes que denunciavam os crimes naquela área. “Todos percebiam que aqui necessitava de uma intervenção urgente de Governo. Não apenas em termos de segurança. Mas de todos os sentidos. E foi isso que este secretário (Bosco Saraiva, titular da SSP) fez junto com outros setores do Governo e trouxe para cá o que a gente chama de organização da sociedade. É parte da sociedade sendo organizada”, ressaltou.

Segundo o governador, após 20 dias, depois que a Delegacia Móvel da Polícia Civil foi posicionada atrás do Mercado Adolpho Lisboa e parte da equipe da SSP-AM entrou em ação no cadastramento das pessoas, o índice de criminalidade na área reduziu significativamente. “Resolvemos também problemas dos dependentes químicos. Muitos deles já se dispuseram voluntariamente a um tratamento. Este alcance é ótimo. Todas à vezes que se faz uma intervenção dessa ordem, desse tipo, os resultados são significantes”, frisou o governador.

Entre os meses de novembro e dezembro de 2017, a SSP-AM realizou o cadastro dos trabalhadores com objetivo de identificá-los. Já foram cadastradas 260 pessoas. Desse total, 47 foram encaminhadas para cursos profissionalizantes, 39 para tratamento de dependência química e duas para matrícula escolar.

Feira do Produtor – De acordo com o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, o projeto inédito do Governo do Estado vai ser implantado em todos os centros e aglomerados comerciais da capital. O próximo a receber o projeto é a feira do Produtor, no bairro Jorge Teixeira, zona leste.

“Iremos para a feira do Produtor, para o Fuxico (avenida Hilário Gurjão), para o Manoa, para o centro comercial da Compensa. Nós vamos organizar todos os aglomerados comerciais que estão desorganizados. Todos os profissionais atuarão identificados, sendo monitorados”, explicou.

O vice-governador salientou que além de identificar, monitorar e dar oportunidade de trabalho, o projeto oferece acompanhamento jurídico para aqueles cidadãos que têm pendência na Justiça.

“Aqueles que têm processo em andamento, nós daremos assistência jurídica a eles para que possam ter acompanhamento junto à Justiça. E nós recolhemos 39 pessoas que gostariam de sair da dependência química, além de que 47 que preferiram deixar as atividades de guardador de carro, carregador, e receber um treinamento por parte do governo, para posteriormente ser encaminhado à Secretaria de Trabalho, e ter uma nova profissão”, disse o vice-governador.

Agradecimento – O presidente da Associação dos Guardadores de Veículos do Estado do Amazonas (Aglavam), Henrique Santos, enalteceu a iniciativa do governador Amazonino e o agradeceu por ter retirado infratores que se escondiam atrás das duas atividades trabalhistas.

“Sou flanelinha há 32 anos, estou muito feliz, porque a gente vem lutando e sofrendo as consequências dos intrusos que estavam ali no meio da gente, extorquindo, furtando. Hoje, graças a Deus, o governador comprou essa causa em retirar essas pessoas que vinham denegrindo a imagem do meu trabalho, o qual eu dediquei 32 anos da minha vida a sustentar a minha família”, declarou Henrique.

Levantamento – O cadastro começou após denúncias de que supostos carregadores do porto da Manaus Moderna estariam ameaçando e até extraviando mercadorias e pertences de clientes que não aceitam os valores cobrados pelos serviços, além de denúncias de tráfico de drogas, roubos e furtos. Durante o trabalho, 16 foragidos da justiça e nove infratores com mandados de prisão em aberto foram capturados pela Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop). Na manhã desta sexta, mais duas pessoas foram presas em flagrante após furtarem clientes da feira.

Com informações da Assessoria de Comunicação

 

Be the first to comment on "Amazonino lança projeto para ordenar área da Manaus Moderna e combater a criminalidade"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*