Advogada pede ‘segredo de justiça’ em processo contra Wilson Lima

A advogada Luciana Trunkl Fernandes da Costa que representa a defesa do ex-prefeito Mário Paulaín, do município Nhamundá, distante 381 quilômetros de Manaus, ingressou com pedido de ‘segredo de justiça’ no processo que apura compra de votos em favor de Wilson Lima (PSC) nas eleições de 2018. A ação ingressada pela coligação de Amazônino Mendes (PDT) tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

Para justificar o pedido de segredo de justiça, a advogada informou que deverão ser transcritas conversas pessoais do ex-prefeito, que não guardam qualquer relação com a ação. A petição foi ingressada na terça-feira, 12.

Veja o material apreendido 

“… vem requerer a Vossa Excelência que decrete o SEGREDO DE JUSTIÇA nos autos, nos termos do artigo 189, inciso I, do CPC, tornando sigilosas as informações que deverão ser encaminhadas pela Polícia Federal, com a finalidade evitar vazamentos de conversas íntimas, de cunho pessoal, ou mesmo interpretações equivocadas que possam causar prejuízo à vida pessoal do peticionante”, destacou a advogada.

Segundo a advogada, “Resta evidente que informações íntimas devem ser guardadas em observância ao direito à intimidade, resguardando-se a privacidade do peticionante (Mário Paulaín), considerando, especialmente, a elevada quantidade de acessos de terceiros não integrantes da lide em consultas disponibilizadas pelo PJe.”

Fonte: Agência Am1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *